Celcoin News - Open Finance entra na etapa final

Open Finance entra na etapa final com compartilhamento de mais dados financeiros

Mais clareza e regras bem definidas para que o compartilhamento padronizado de dados aconteça no âmbito do Open Finance sem perder agilidade e segurança. Esse objetivo motivou órgãos reguladores e supervisores do mercado financeiro e de seguros a publicarem a Resolução Conjunta nº 5/2022

A nova norma, que trata da interoperabilidade no Open Finance, entra em vigor no dia 02 de janeiro de 2023. Esclarecer regras e trazer mais governança é fundamental porque é essa interoperabilidade que garantirá o compartilhamento padronizado de dados, desde que consentido pelo cliente, com mais segurança e agilidade entre bancos, instituições de pagamento, cooperativas de crédito, sociedades seguradoras, entidades abertas de previdência complementar, sociedades de capitalizações e demais instituições autorizadas a funcionar pelo BC e pela Susep.

A Resolução Conjunta nº 5/2022 é fruto de um trabalho realizado pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) e pelo Banco Central do Brasil (BC). A norma foi aprovada e publicada pelo BC, Conselho Monetário Nacional (CMN) e o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP). 

A partir da publicação da norma, os participantes do ecossistema do Open Finance devem apresentar propostas de implementação de padrões técnicos e procedimentos operacionais para assegurar a interoperabilidade. Todas essas propostas devem ser enviadas à Susep e ao Banco Central até 30 de novembro de 2023.

Rumo à segunda etapa da 4 ª fase do Open Finance

Com relação ao cronograma de implementação do Open Finance, começa no dia 31 de maio a segunda etapa da 4 ª fase. É dado o sinal verde para o compartilhamento de dados transacionais referentes a produtos e serviços de seguros, investimentos, câmbio, entre outros, disponibilizados pelas instituições participantes. Cabe sempre ressaltar que o compartilhamento só pode acontecer com o consentimento do cliente. 

A expectativa dos reguladores é que a opção de o consumidor poder compartilhar seus dados fomente novos modelos de negócios. Com esse novo ambiente, os participantes do mercado e os reguladores esperam oferecer meios que auxiliem o planejamento familiar e das empresas. Espera-se também que os consumidores estejam mais bem preparados para tomarem suas decisões financeiras. 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pinterest
Fique por dentro da plataforma pioneira em infraestrutura de tecnologia financeira e bancária

Ficou interessado em nossas soluções?

Envie uma mensagem!