Celcoin News - Open Finance terá atuação de correspondentes digitais

Open Finance terá atuação de correspondentes digitais

O Banco Central do Brasil (BC) aprovou a atuação de correspondentes digitais no Sistema Financeiro Aberto (Open Finance) com a Resolução BCB Nº 206, que permite o modelo de “marketplace” e o surgimento de correspondentes digitais. Na prática, isso significa que várias instituições contratantes podem tornar a oferta de crédito mais ágil e adequada aos diversos perfis de clientes.

O encaminhamento das propostas de crédito, por meio do Open Finance, teve início na última quarta-feira (30). O escopo inicial dessa fase inclui o empréstimo pessoal sem consignação e sem garantia, mas a previsão é incorporar outros produtos ao longo do tempo. A meta é abrir o leque de outras conveniências capazes de aprimorar a experiência dos usuários.

A expectativa do regulador é que modelo possa evoluir para contemplar o compartilhamento de dados das demais fases do Open Finance. Segundo o BC, com a aprovação da nova regra, há o aval para o compartilhamento de dados e serviços de iniciação de transação de pagamento e de encaminhamento de proposta de operação de crédito.  

“O objetivo é especificar os princípios desse serviço, o escopo inicial de produtos e os aspectos tecnológicos a serem implementados pelas instituições financeiras participantes obrigatórias dessa etapa de compartilhamento”

ressalta o BC.

Entre os serviços de encaminhamento de proposta de operação de crédito, previstos pelo BC, no âmbito do Open Finance, estão: a) proposta de crédito mais assertiva e personalizada; b) rastreabilidade do fluxo de solicitação e recebimento das propostas de operação de crédito; e c) comparabilidade entre propostas de crédito.

De acordo com o BC, as instituições financeiras contratantes obrigadas a participar devem apresentar interfaces dedicadas para comunicação com seus correspondentes no país. Essas interfaces serão implementadas “de acordo com padronização tecnológica e de leiaute de dados, bem como procedimentos operacionais, a serem aprovados em convenção. O uso dessas interfaces dedicadas, contudo, será opcional para os correspondentes no país contratados, sem impacto imediato para os contratos em vigor”, destaca o regulador. 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no pinterest
Fique por dentro da plataforma pioneira em infraestrutura de tecnologia financeira e bancária

Ficou interessado em nossas soluções?

Envie uma mensagem!